Sem chão sem fim

Uma dança sem chão, sem fim. Uma dança a céu aberto.

O corpo move o meu ser. Provoco uma dança sem chão, sem fim, uma dança a céu aberto. Procuro assim entender os que procuram um caminho. Como procuro o meu, o meu melhor modo de ser, o meu atalho; e o meu caminho não sou eu, são os outros. (…) Se me abraçar com muita força será que me desfaço? E se te abraçar? Posso-te abraçar?

 

   

 

 

Dirección y coreografía

Amélia Bentes       

Interpretación

Clara Marchana, Fran Martinez, Vítor Gomes, Inês Queiroz, João Abreu, Catarina Oliveira, Amélia Bentes   

Música original

Raul Pinto   

Músicos en vivo

Raul Pinto, Fran Martinez   

Iluminación

Fábio Ventura